Livro: Being Nikki

Nem sei o que esse livro tem, mas ele força você a querer lê-lo e ver no que vai dar. Já garanti a minha cópia do 1º, e assim acontecerá com esse também. Mas ainda sim ele não entra na minha lista de favoritos. E até mesmo prefiro o "Airhead". Ah, dessa vez não irei citar nenhum spoiler grave aqui no texto. E como sempre comento se puderem fujam da sinopse também! Rs.

Sinopse: As coisas não estão lindas para Emerson Watts. Em. tinha certeza de que não podia haver nada pior do que ser uma nerd (Brainiac) no corpo de uma modelo adolescente. Mas acontece que ela estava errada. Porque aquela modelo poderia ter uma mãe que sumiu misteriosamente, um irmão que apareceu na sua porta exigindo respostas, um ex-melhor amigo que pretende destruir a Stark Enterprises (Nome da loja de departamentos) para vingar a morte de seu amor perdido, e um artista inglês que escreveu uma música sobre ela que está nas paradas de sucesso. Como Em. pode balancear tudo isso com escola, desfiles e fim-de-semana de visita à St. Johns - especialmente quando ela tem ex-namorados se arrastando atrás dela que querem mais do que uma foto. Uma irmã que está indo para campeonatos de líder de torcida; uma companhia que ela representa que parece estar virando para o lado negro... Isso sem mencionar em tentar convencer o amor de sua vida que modelos não são realmente cabeças-de-vento, no final das contas... Especialmente uma modelo em particular. Mas então, ninguém disse que seria fácil ser Nikki.
| Autora: Meg Cabot | Editora: Galera Record * | Páginas: 352 | Tempo de leitura: 12 dias | Comprar |
O livro nem me inspira a falar muito sobre ele. Ele me irrita quando Em/Nikki fica repetindo as mesmas coisas todo o tempo. Não sei se ela acha que o leitor é retardado, ou que apenas é possível que tenhamos esquecido de algo. Sim, as vezes o recurso se faz necessário, mas é exagerado no livro.

Queria muito entender o motivo da diva Meg Cabot deixar o melhor para o final. Tanto no livro 1 quanto nesse.. eu entendo que a maioria dos autores fazem isso, mas ela fez de maneira tão proposital que mesmo se você odiar o livro, você se sente obrigado a ler o próximo ihihihihih (e mais uma vez acaba no WTF!? Quero mais!).
Em Being Nikki temos o que o próprio título já diz, Em. tentando ser o que ela é de agora em diante. Eu sempre fico pensando que a Nikki vai acabar ficando feia de tanto que a Em. 'maltrata' a própria coitada (não dorme direito, nem come, nem passa os produtos de beleza direito também ahahahaha). Gostaria que tivessem aprofundado mais o momento de Christopher e seu primo tentando descobrir algo sobre Stark. E espero que o 'grande segredo' que a verdadeira Nikki ouviu seja algo realmente interessante.
Sem dúvida o melhor momento do livro são suas páginas finais, a partir da festa até o ponto final. Fiquei tentando recordar se por algum momento isso passou pela minha cabeça, mas acredito que não. Acho totalmente surreal, assim como toda a história em si, mas é esse o grande ponto positivo. Quero ver como a Meg Cabot se virou para o livro final.



O livro mudou a minha vida? Não. Ficarei falando dele sem parar, ansiosa por voltar a lê-lo? Não. Eu recomendo? SIM! Estranho, né? Quero logo Runaway.. e agora?

Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

9 Curiosos:

Essa escritora é bem famosa.
Um beijo, Dani.

Quero tanto ler Being Nikki! Mas o dinheiro está faltando... Esperar a Galera lançar! HAHA

fiquei com vontade de ler. =/
Só li o primeiro e fiquei com gostinho de quero mais, esperto que a Galera record não demore a lançar o resto.
Amo os livros da Meg.
beijos.

Eu li Cabeça de Vento e agora estou esperando lançar Being Nikki em português também. Sei lá, quando eu começo um livro em um idioma, tenho que ir até o final da série, rs. Pelo que você falou, acho melhor esperar lançar o terceiro e ler os dois de uma vez só.

Bjs

Eu estou ele :) E realmente, essa coisa de repetir tudo dá nos nervos! Mas isso ajuda com o inglês haha

Eu quero ele, mas esperar 7 semanas para chegar na minha doce casa não rola. E aqui em natal não tem uma parte decente que venda livros em inglês chega da raiva! Mas, enfim, o jeito é esperar :~

beijos, isa.

Eu quero ler, mas vou esperar lançaram aqui no Brasil. Eu fiquei com raiva desse enche linguiça no começo da Meg!

Já eu, me apaixonei completamente pelo livro - o livro inteiro. Não sei se tem alguma relação com o fato de eu ter lido dezenas de páginas esperando para conseguir finalmente fazer um exame em um hospital lotado, mas amei... Hahaha Nunca se sabe né. Talvez fosse só um agradecimento por Meg Cabot existir nesses momentos.
Agora, digo uma coisa: se você achou Being Nikki repetitivo, provavelmente vai se cansar com Runaway :( Eu gostei do livro, mas a Meg realmente repete *muito* algumas coisas.

Estranhilo... hahaha... ama mas odeia =D. Eu estou querendo ler o livro porque Airhead eu gostei bastante. Acho que por ser o primeiro livro que li da Meg Cabot eu gostei... hehe... e não concordo com você ratear com a mesma classificação de Sussurros... ANyway =D.

Vou esperar para lê-lo e ver se concordo com vc =D...

HUGS =$!!!!

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.