Livro: O Bobo da Rainha

Sinopse: Hannah, uma jovem que possui o dom da vidência, ingressa na traiçoeira corte dos Tudor para espionar a princesa Mary, primeira filha de Henrique VIII, a pedido do ambicioso Robert Dudley. Dividida entre a paixão por Dudley e o seu dever, Hannah encontra em Mary uma mulher ardorosamente católica, cujo maior objetivo é restaurar a verdadeira fé do povo. Ao mesmo tempo, sua meia-irmã, a futura rainha Elizabeth, observa seus erros e reza por sua morte. Conforme a rivalidade entre as princesas se desenrola em um palco de conflitos e paixões, Hannah deve encontrar um caminho para atravessar uma época na qual professar a religião errada representava uma sentença mortal.

Como pode o livro já começar perfeito? Apesar de que eu esperava que fosse ser mais sobre a Mary.. mas até agora ela não apareceu.. mas já tivemos Elizabeth, Eduardo, Catarina, Tom Seymour.. e a história da Hannah promete muito! E que cena hot logo no começo hein.. amei.

"Em um tempo no qual INOCENTES eram QUEIMADOS como HEREGES. TRAIR a Coroa era desafiar a MORTE"... 

O livro que já ansiava por ler.... quando chegou o momento fui apreciando cada página.. cada momento uma nova surpresa, uma nova virada. Lágrimas caindo em meus olhos a todo o momento. De orgulho, de tristeza.... não sei se me impressiono mais com a autora que tem o dom da escrita. Fazer mais de 500 páginas parecerem 100.. fazer com que você não queira que o final se aproxime. Dar uma história digna a uma rainha tão sacaneada nos livros de história. Por tudo que alguém como Mary passou e viveu... não tem como não ter acontecido assim como o livro narra. E como culpá-la? Um dia li que a história é escrita pelos vencedores.. é lógico, logo todos que falam da 'Bloody Mary' só podem ser os protestantes que estão lá até hoje na Inglaterra... e ninguém se importa em dizer o que a Mary passou para isso por fim acontecer. E afinal qual monarca que não matou milhares? Não é mértio nenhuma da rainha Mary.. seu avô fez, seu pai, seu irmão, depois sua irmã...

Separei uma passagem muito feliz do bobo da corte Will conversando a Hanna, a outra boba... falando justamente sobre o que comentei anteriormente.
"O rei Henrique será lembrado como um assassino de esposas. Todo o resto, sua bravura e lealdade, tudo será esquecido. Esquecerão que trouxe paz e prosperidade ao páis, que fez uma Inglaterra que nós todos amamos. Tudo o que será lembrado é que teve seis esposas e sacpitou duas. E tudo o que será lembrado da rainha Mary é que trouxe inundação, fome e fogo ao país. Será lembrada como a maldição da Inglaterra(...) Será deprezada e esquecida, e se lembrarão... de Elizabet! De Mary Stuart! De alguma garota devassa em vez da rainha leal".

Além de mais uma vez termos tudo que a corte proporciona... também contamos com a Hannah que é quem narra os acontecimentos. Ela uma menina é levada para corte... e além disso ela recebe visões. Além de contarmos com a força da história, temos também a força da fé. É contado os lados dos católicos, dos protestantes e dos judes... a religião de Hannah. O ensinamento no final é lindo demais. Na verdade a todo instante temos uma passagem para lembrar eternamente....

As principais foças do mundo: a fé e o conhecimento. Normalmente não se equilibram, e vemos claro isso aqui. E mesmo com o medo, não impediu que sobrevivesse... homens e mulheres morreram para salvar suas heranças. E não falo de dinheiro e posse. E tudo isso para que fosse passada pelas próximas gerações. Foi tão emocionante quando Hannah mesmo apavorada com a possibilidade de ser condenada por Heresia.. resolve manter os livros 'proibidos' de seu pai:
"Não podia fazer isso. Não faria. Sentei sobre os calcanhares, com o livro na minha mão, a luiz do fogo tremeluzindo... e compreendi que nem mesmo correndo perigo mortal seria capaz de queimar um livro".

Adoro muito a Elizabeth, mas suas atitudes foram tão maquiavélicas e mesquinhas.. senti muita pena da Mary. Mas não tinha jeito. Elas seriam eternamente rivais, não importanto quaisquer esforço contrário. E digo que não acredito em maldade por parte da rainha Mary. Ela teve todos os motivos de um monarca para mandar Elizabeth para perder a cabeça como a mãe.. ou para a fogueira.. forca ou o que fosse. Mas não  o fez. Se arriscou inclusive, mas manteve a irmã viva. 

É o comportamento da princesa não foi nada exemplar, mas as últimas palavras de Hannah para a rainha Mary já nas últimas exemplificou tudo:

"Vi Elizabeth fazer o juramento. Mary, ela não vai mantê-lo. Mas fará melhor do que mantê-lo, e espero que você possa entender, agora. ELa se tornará uma rainha melhor do que é uma mulher. Ensinará ao povo deste país que todo homem e toda mulher tem de levar em conta a sua própria consciência, tem de encontrar o seu próprio caminho para Deus. E trará a este país paz e prosperidade. Você fez o melhor que pôde para o povo deste país, e tem uma boa sucessora. Elizabeth nunca será a mulher que você foi, mas será uma boa rainha para a Inglaterra..."

post: Poderá ser modificado no futuro. Escrevi correndo antes de sair.. Com minha mãe me apressando. Infelizmente não cumpri os 7 livros que separei para o desafio.. Mas 5 de 7 já foi bom demais. Depois colocarei a passagem da fala de Hannah para Elizabeth.


Promoções rolando no blog:  
- 1 Kit do livro Entre o Amor e a Amizade (até 02/01)  
- 1 Box de seu seriado favorito
- 3 livros da série 'A Mediadora', de Meg Cabot (até 12/01)
- Livro Maldosas, de Sara Shepard (até 26/01)

Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

11 Curiosos:

Nuss... eu nunk consigo chorar com livros... #estranho... gostei da resenha =P...

HUGS!!!

Adorei a resenha *-* Eu já estava de olho nesse livro, mas confesso que era só por causa da capa (que é um arraso *-*), depois da sua resenhas fiquei ainda mais interessada ^^

Beijos

Eu adoro um bom épico, e apesar de já ter ouvido falar sobre a escritora, nunca vi nenhum dos seus livros, e muito menos os li.

Quem sabe agora com a sua resenha eu não dou uma chance a ela, né!

XOXO, da Lisse

Interessante. Não conheço tanto assim a história da Inglaterra. Só o básico que ensinaram na escola.
Pelo que entendi este livro faz parte de uma série???
Bem depois vou pesquisar mais sobre ele.

Bye

A cada resenha que leio fico com mais vontade de conhecer os livros da autora, parecem perfeitos demais. Estão entre minhas próximas aquisições com certeza.

Livros que falam da História realmente não fazem meu tipo, mas gostei da resenha. Posso até dar uma chance pra esse :)

Não leio muitas histórias desse tipo, mas por falta de costume mesmo, porque gosto da narrativa e por causa dos lugares que se passam!
Muito boa a resenha!

BjOo

Amei a resenha e se puder vou ler o livro.
Gosto de livros épicos ainda mais quando o assunto é a Inglaterra e a realeza.

Uau, quantas emoções numa leitura só!
Parece mesmo incrível. É a primeira resenha que leio do livro e ADOREI!

Beijinhos xx

O livro parece ser perfeito, e a passagem falando do rei como assassino de esposas, ironico nao.

Ótima resenha! Tô de olho nos livros dessa autora.

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.