Filme: A Menina Que Brincava Com Fogo

129 min || Filmow || Livro
Sinopse: Mikael Blomkvist, editor da revista "Millennium", fez sua carreira denunciando práticas de corrupção na elite governante da Suécia. Por isso mesmo ele é "persona non grata" dentro dos altos escalões. E tudo pode piorar quando ele é procurado por um jovem jornalista que tem em mãos uma meticulosa pesquisa sobre tráfico sexual de mulheres, além de apontar os principais nomes envolvidos neste escândalo. Blomkvist então joga-se de corpo e alma nessa investigação.
Olá, feliz sexta-feira 13 pra todos, e hoje trago a resenha de um filme que não é terror, mas é um suspense forte e de qualidade que equivale a muito filme de terror. Mais específicamente, A Menina Que Brincava Com Fogo, segundo filme da trilogia Millennium, trilogia de filmes baseada em uma trilogia de livros do autor Stieg Larsson, que faleceu em 2004 de ataque cardíaco aos 50 anos. E aqui vai uma curiosidade para vocês, quando ele morreu, ele tinha acabado de entregar o manuscrito do terceiro livro, que ainda nem tinha sido publicado, e já tinha escrito o início e o final do quarto livro, mas não chegou a escrever o meio antes de morrer, a editora iria escrever o meio do livro e publicar com o início e final que ele escreveu, mas o pai e o irmão do Stieg Larsson entraram na justiça para que não fosse lançado esse quarto livro. E os planos do Stieg Larsson eram de que Millennium fosse uma série de dez livros. Uma perda muito grande para o mundo da literatura, para o cinema, que fez e ainda fará filmes baseados na trilogia Millennium, sem contar que foi também a perda de um grande ser humano, pois ele era ativista dos direitos humanos.

Mas agora vamos falar apenas sobre o filme. No primeiro filme, Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, no início tinhamos a trama da Lisbeth se desenvolvendo paralelamente as investigações centrais do filme, até ela se juntar ao time.

Nesse, pela sinopse, não pensava que a Lisbeth fosse ter tanta atenção em sua vida pessoal, mas na verdade o filme gira em torno dela, todos estão atrás dela, e no início ficamos nos perguntando o que eles querem com a Lisbeth, até que a revelação do porque o interesse em Lisbeth aparece, e é algo surpreendente, pelo menos eu não esperava por isso. E a partir daí vemos que ela está desde o príncipio no centro de tudo, e não pode simplesmente deixar a situação pra trás sem lutar. E o filme acaba mudando o foco para a vida de Lisbeth, infelizmente eu pensei que iria mostrar mais sobre o tráfico de mulheres, mas isso não diminui em nada a qualidade do filme, apenas eu estava esperando uma coisa e aconteceu outra, mas se você sabe pelo que esperar, não há decepção.

Quem já assistiu o primeiro filme da trilogia Millennium está familiarizado com o estilo do Stieg Larsson e sua trilogia, e quem não assistiu o primeiro filme, é melhor assistir primeiro Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, e pra ter uma noção se essa trilogia pode ter haver com o seu gosto, veja meu post do primeiro filme.





Comece a corrida para ser o ganhador.. Leia as regras aqui. Comente no post abaixo e se quiser divulgue 1x a mensagem no Twitter, Facebook e/ou Buzz. Depois é só preencher o formulário abaixo.
É o aniversário da @danifuller mas eu que ganho o presente. São 7 livros para eu escolher!! http://bit.ly/niverdf
Wellington Wellington: 20 anos, mora em SP, vegetariano, alguns gostos estranhos, algumas manias, uma pessoa eclética, gosta de terror à comédia, do heavy metal à música clássica, para saberem mais é só ir aqui --> http://meadiciona.com/WSDIAS

7 Curiosos:

Nossa que legal a resenha do filme. Sou apaixonada pela trilogia Millenium. Os livros me prenderam de um jeito sem explicaçao e fiquei muito triste pq o Stieg morreu sem escrever mais. O filme em si nao peca em nada. Eh um dos poucos filmes que posso dizer que nao me decepcionei depois de ler o livro. Eh incrivel como eles colocaram tudooo no filme, inclusive aguçaram ainda mais todas as emoçoes sentidas pelo leitor. Recomendo!!

NOSSSA ! eu quero assistir ! eu quero assistir mesmo ! asuhasuashuash'
E outra a ilustração está maravilhosa, super legal.

Bjoos, Patty
Cartas para Ficção

Ainda não assisti ao primeiro filme, mas gostei muito da resenha. Vou tentar locar os dois e faço uma sessão dupla para aproveitar. Faz tempo que não assisto suspense.
Bjkas,
Monique Martins

Nossa já saiu a menina que brincava com fogo, que rapido, nem vi comentarios sobre o lançamento por ai....bem eu só assisiti os homens que nao amavam as mulheres porque ja tinha lido o primeiro volume, agora que sei que saiu esse filme, vou ler o segundo e só depois assistir o filme.....\o/....uma pena nao terem deixado alguem continuar a serie, ou a editora usar o inicio e o final que o stieg fez, fala sério como eles podem fazer isso, se eu fosse escritora eu ia assinar um testamento com um advogado para que quando eu morresse e tivesse series para continuar ou alguem quisesse continuar as minhas daria total autorização. Afinal cada livro é unico e que motivo eles tem para proibir isso....braba estou eu....kkk...eu me pergunto uma coisa sera que outro escritor nao pode continuar a serie com a sua visão somente dizendo que foi inspirado nos livros do autor falecido....haaa....eu queria continuação e aposto que o stieg também, algume sabe se ele era contra deixar que alguem terminasse seus trabalhos?....adorei o post...beijoaks elis

Uma pena mesmo que esse autor morreu tão cedo, poderia ter escrito tantos livros... :/
Ainda não vi o primeiro - já está na lista dos pra ver faz tempo, mas sempre esqueço de alugá-lo! - mas como eu adoro um suspense, aposto que esse será bom para mim. Não sabia que já tinham lançado o segundo (sou muito informada, né!), mas fico feliz que as adaptações estão sendo boas, depois da tragédia que foi Percy Jackson, fico sempre preocupada em relação a isso! o.O
Bjos :*
Isa Pina ~ Portal dos Livros

nossa acho vou ter q ver esses filmes falo serio, gostei das resenhas dos dois filmes.. ainda q os dois tenham 4/5 no rating do wellington.. eu gostei das resenhas

Ton!
Já vi que ando comendo mosca em relação aos livros/filmes...kkkk
Adorei sua resenha ainda mais hoje, justo porque falou sobre o autor, sua vida, etc... Acho importante saber como o livro/série/filme foi criado e por quem.
Esse estilo de filme é bem empolgante, valeu a dica.
cheirinhos
Rudy

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.