Livro: A Janela de Overton

Sinopse: Uma conspiração contra os EUA vem sendo preparada há cem anos, e agora está prestes a ser colocada em prática... Alguém será capaz de impedi-la? E se você descobrisse que tudo em que você acreditou até hoje não passa de uma grande farsa? Que a roupa que você veste todos os dias pela manhã, assim como o carro que você dirige não são escolhas suas? Que o governante que você elegeu na última eleição para comandar sua cidade e seu país também não depende de você? E se chegasse à conclusão de que toda autonomia e livre-arbítrio que você julga ter, na verdade, atendem a um outro comando que não as suas ideias e a sua própria vontade?
Autor: Glenn Beck || Skoob || Comprar

"A verdade é um artigo de luxo que não está em exposição."
Este livro causou muitos questionamentos e emoções em mim. E ele conseguiu fazer isso antes (de eu tê-lo e ler), durante e depois da leitura. Minha impressão era que ele seguiria para dar as alfinetadas necessárias a quem a 'carapuça' servisse, mas para minha supresa.. ele realmente faz isso, mas usando um romance.
"Se as pessoas forem simplesmente enganadas, há sempre a chance de um dia acordarem e se rebelarem contra o crime. Mas nós não as fazemos mudar de idéia. Nós mudamos a verdade."
"(...)o melhor trabalho jamais é sequer notado. Se o público vê a mão do marqueteiro ou assessor de imagem, então ele fracassou."
"Todos nós temos de ganhar a vida, e, a menos que eue esteja equivocado, tanto você quanto eu somos pagos com o mesmo dinheiro sujo. A diferença é que um de nós não está enganando a si mesmo."
"A doença é a corrupção, pura e simples. A corrupção é um vírus, sempre pairando nos corredores e salões do poder, pronto para infectar e se espalhar entre aqueles cujos sistemas imunológicos estão comprometidos pela ganância e ambição cegas. Sempre foi assim, (...)"
A todo o momento eu me preocupava e me perguntava... afinal como que vou escrever sobre um livro assim? São tantos assuntos em um mesmo lugar... e praticamente fez eu marcar a maioria das páginas dele, pois sem brincadeira... ele é recheado de passagens e quotes memoráveis.. se não do livro também de outros livros e autores renomados. E se eu parasse para falar de todos.. acabaria gerando um post infinito rs rs rs. E não pare de ler o que escrevi por achar que vai encontrar algum spoiler... sinceramente se você leu jornais, livros, revistas, sites, ou assistiu as principais notícias do mundo já vai ter visto todos os spoilers possíveis para o que é contado no livro.
"O inimigo que estamos enfrentando agora é o mesmo inimigo que sempre tentou escravizar o povo livre. A ameaça não é nova. A história humana é uma crônica da luta do povo contra a opressão de poucos (...)'
"A questão mais básica não é o que é o melhor, mas quem decide o que é melhor."
"(...) que a história sempre se repete, que os mesmos erros são cometidos de novo e de novo, só que ficam cada vez maiores."
As reflexões geradas foram aos 2 extremos: como indivíduo e como cidadão (tanto daqui quanto do mundo). O Glenn Beck ficou preso a tudo de seu país, mas é inevitável você posicionar o Brasil ou qualquer outra nas mesmas situações apresentadas no livro. Claro que diferente daqui, nos EUA existe um amor doente pela pátria, acredito que não existe nada que um americano não faça para salvar sua terra e seu povo (e falem o que for só vejo esse patriotismo de fato quando falamos de futebol, certo?)... politicamente falando já encontramos a mesma palhaçada, uma 'falsa democracia' e os inúmeros corruptos no poder.
"A ignorância é uma benção...", pois assim a verdade não irá te atingir e deprimir (aos realmente se importam). E eu a vejo e continuo sem fazer nada. E acho que você também. Quantas vezes já escutou que "uma pessoa sozinha não vai mudar o mundo" etc.. agora reflita bem. Se realmente não fosse fazer a diferença.. não existiria tanta gente te forçando e lembrando que não vale a pena, né? ~ Ninguém vai perder tempo com coisas insignificantes.
No livro destaca muito isso e farei o mesmo aqui. A cada 4 anos temos a chance de mudar. E a cada 4 anos seguimos tomando as decisões estúpidas. E passamos isso aos filhos.. e depois passaremos aos netos... e ainda achamos que temos o direito de reclamar.
"Na América a lei é o rei"
Voltando ao livro... o autor gosta de frisar que trata-se de 'uma obra de ficção', 'certas cenas e personagens vão parecer familiares. Isso é intencional (...), as situações que criei como resultado desses fatos (...) são inteiramente ficcionais. Vamos torcer para que continuem assim' (pg. 9). '(...) só há uma coisa que espero que todos, críticos e fãs, digamos a meu respeito. Que eu estava errado.' Eu queria muito acreditar que ele está errado, mas não é só o meu pessimismo e sim a visão dos fatos... quando você junta tudo que viu/leu/ouviu nos últimos anos... não resta muita coisa boa para você acreditar. A leitura mostra muito do que pensamos e não queremos trazer para fora com o medo de ser a mais pura verdade.. ou aquilo que imaginamos e achamos tão surreal que nem nos damos créditos. Assustador!!
"Isso se chama Janela de Overton. (...) é uma maneira de descrever o que a opinião pública está disposta a aceitar em um determinado momento em relação a uma questão qualquer, para que se decida qual é a melhor mandeira de manipulá-la a aceitar o que se quer."
Quando acabamos de ler.... parece que não terminou. São tantas informações.. e dados jornalísticos, históricos etc.. e você simplesmente tem vontade de absorver tudo o mais rápido possível. Eu sempre tive e tenho curiosidade para ler mais sobre a história dos EUA.. o país que não era para dar certo rs.... é engraçado pensar nisso..'Os Estados Unidos jamais deveriam ter sobrevivido por tanto tempo assim (...)' (pg.334). Em várias das minhas viagens (pela minha cabeça rs).. eu não consigo deixar de pensar... afinal como eles conseguiram chegar até onde chegaram? O que fizeram de diferente? E isso eu faço comparando ao Brasil.. apesar de tudo ser muito diferente.. no fundo não deixava de ser um país que era colônia de um outro 'maior', 'mais antigo' e super potência daquele tempo... e ainda assim, hoje, nós continuamos parecendo um país dependente do 'colonizador'.. a tal emancipação política só ficou no papel e nos livros de histórias.. Se algo de fato precisasse ser feito aqui.. não vejo os brasileiros fazendo de tudo para proteger seu espaço....e lá (EUA) a cultura é muito diferente... a história todo do livro e do povo da Molly deixa isso claro... e todos os argumentos deles também.. e chega em um certo momento que é impossível não se emocionar... (não sendo a favor de terroristas, mas aos que querem realmente fazer as mudanças, pensando realmente no bem maior e do próximo).
"Sempre existiram apenas quatro tipos de pessoas no mundo: os visionários (...); os gananciosos e corruptíveis (...); os revolucionários (...); e as massas, os lemingues que mal conseguem ser a inteligência suficiente para seguir vivendo às cegas, sem objeções, resistência ou protesto."
"(...) se multiplicam a cada dia. (...) E no meio dessa superpopulação, que está inchando o mundo além do ponto de ruptura, não há muitos Mozart, Einstein, Pascal, Salk, Shakespeare ou Geoge Washington. São uns comilões inúteis e retardados mentais, que estão esgotando a capacidade do planeta."
E retomamos no papel dos 'fundadores' do país.... o que eles planejaram parecia realmente um mundo/país ideal. Não posso dizer o que passava no coração deles né (talvez apenas fossem palavras vazias.. vai saber..).. mas assim como Molly também me prenderia aquilo..'Depois que você sabe a verdade, tem de viver a verdade'(pg. 323), 'Temos o poder de começar o mundo de novo'(pg. 341).

Uma história de tantas variáveis.. nunca fará eu conseguir escrever o que for mais coerente... sei que ela me prendeu e fez eu questionar ainda mais.. e sei que era o objetivo de Gleen Beck.. mas eu me sinto uma fraude completa. pareço um dos bilhões 'comilões inúteis e retardados mentais' (pg. 378).. e ainda sou pior.. por saber a verdade e ainda assim nada fazer. Parece tão extremo como eles se dirigem a maioria do povo.. mas não é uma grande mentira. Realmente ninguém faz de fato nada.. e quando tenta fazer é de maneira tão desordenada que parece apenas um circo dos horrores como até o Noah comentou... Se você fosse questionado de que maneira responderia, em que grupo se encaixaria? ~ sinceramente: 'Senhor (ou senhora), tenha, por favor, a bondade de justificar sua existência' (pg. 379). Complicado, né?... Pensar sobre tudo isso... Uii é complexo demais.. minha cabeça está dando volta e sinto que terei algum tipo de curto-circuito.
"As pessoas sempre se perguntam como pode ter existido a escravidão, mas isso só mostra a sua ignorância. A escravidão e a tirania vêm sendo as regras há milhares de anos. A liberdade é a efêmera exceção."
O livro foi feito para os americanos.. mas para mim ele também se encaixa a outros países.. e muito com o Brasil...... A Janela de Overton é uma realidade.. e a mudança do mundo também... e todos nós sofreremos (e sofremos) as consequências disso. Deu tempo de acontecer esse alerta.. mas na próxima vez talvez não. Ou pior..... talvez tudo aconteça e nem chegaremos a sentir o que foi que nos atingiu.
Arte do livro / Capa e interior ★★★★
Tempo de leitura / Narrativa
Objetivo / Impacto 




No perfil do youtube lamarketing2011 temos alguns vídeos com exemplos e modelos de conspirações ou simplesmente 'Janela de Overton' ~ acessem e tirem suas próprias conclusões.

Queria muito sortear um kit para vocês.. mas eu acho que não vai acontecer :-/ ~ mas sei que toda a blogosfera vai sortear.. então façam o possível e o impossível para conseguir ganhá-lo... mas melhor que isso.. comprem o livro.. pois ele (o preço dele nem é caro) vale e muito para tudo que você vai adquirir em sua leitura.
É só comentar para ganhar --- Participe da etapa mensal do Top Queridos!

Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.