Livro: Questões do Coração

 
Sinopse: Tessa Russo é mãe de dois filhos e esposa de um renomado cirurgião pediátrico. Apesar de todos os seus receios, ela recentemente abandonou sua carreira para se concentrar em sua família, na busca pela felicidade doméstica. Por fora, parece destinada a viver uma vida encantada. Valerie Anderson é uma advogada e mãe solteira de um garotinho de seis anos, Charlie, que nunca conheceu seu pai. Depois de muitas decepções, desistiu do amor e até mesmo das amizades. Acreditando que é sempre mais seguro não criar muitas expectativas. Embora as duas vivam na mesma área de Boston, elas têm pouco em comum, com exceção do amor incondicional por seus filhos. Mas em uma noite, um trágico acidente faz suas vidas se convergirem de uma maneira inimaginável. Com pontos de vista alternados e absolutamente bem delineados, Emily Giffin cria uma história comovente e brilhante de pessoas de bem sendo pegas em circunstâncias insustentáveis. Todas sendo testadas como nunca imaginaram ser possível. Todas questionando tudo no que um dia acreditaram. E todas por fim descobrindo o que realmente importava.

Autora: Emily Giffin || Skoob || Comprar
Emily Giffin é uma autora tão incrível... que eu não consigo entender o motivo de seus livros não lançarem logo aqui.....parece que estão tentando mudar isso... e sim, sou muito agradecida pelo lançamento do filme O Noivo da minha Melhor Amiga que tornou possível o relançamento do livro de mesmo título. Mas como este livro pertence a outra editora... a Novo Conceito está tentando o possível para garantir seus outros títulos. Temos o Ame o que é Seu, e agora Questões do Coração.

O livro já chama atenção pela capa que é belíssima..mas quando vi que trataria de 2 histórias em paralelo.. sobre 2 mulheres eu fiquei com um certo receio. Nem sempre uma narração assim dá certo...a autora cumpre bem seu papel nesta parte.. mostrando a vida e as 'questões do coração' de cada uma delas..Eu na verdade ia preferir que ela tivesse escolhido 1 delas e seguido assim... com a outra entrando pela história e fazendo parte dela. acho que teria o mesmo efeito ehehehe. Continuando... eu acabo que me 'obrigando' a preferir uma das mulheres. Nem sempre isso acontece.. mas aqui foi assim.. um 'apego' ou apenas uma semelhança que você sente... pois faz lembrar algo que viveu.. ou possivelmente algo que você poderia passar.

E a história flui assim... você conhecendo cada mulher... seu passado e presente. E tentando entender suas frustrações, desejos, motivações.. e elas praticamente não tem nada em comum... possuiram uma trajetória de vida bem oposta.. E eu tentava entender onde a autora queria chegar com isso. No fundo eu não estava gostando para onde minha intuição fazia crer do que ia acontecer...o que deu para eu distrair um pouco disso (e tb demorou páginas e páginas para minha ficha cair) foi ver aqui a participação do casal Dex e Rachel (O Noivo da minha melhor Amiga), Dex é irmão de Tessa. E coincidência ou não.. eu passei a tomar partido foi dela.
"- Eu sei que já traí, mas não a Rachel. - E ele parou subitamente, provavelmente percebendo o que sua insinuação queria dizer. Que ele não trairia sua esposa, o amor de sua vida. Que não se trai o verdadeiro amor de sua vida."
Não sou fã dos livros que tomam como base as crises e dramas familiares (eu nem tenho vida tão perfeita neste quesito), sou muito mais propícia aos que conseguem mesclar isso com as decisões, comportamento, dúvidas ou 'questões do coração'... e foi o que motivou o livro a me ganhar.. Mas como falei antes... aquilo que eu sentia acontecer... acaba realmente acontecendo, e meus sentimentos tornaram-se contraditórios. Pois não havia mais equilibrio para eu sentir o livro.... e fui claramente ficando chateada. Vamos ver se conseguirei passar meu ponto de vista.

Eu fiquei um tanto revoltada com o final. Parece q a Emily gosta de mostrar bem o lance de dar uma segunda chance.. E a algo polêmico que existe desde que o mundo é mundo a traição. Mas se por um lado a história de Rachel e Dex no seu outro livro dá certo.. dessa vez não vejo isso.. e eu realmente não aceito. Talvez ter uma família faz isso mudar (conheço várias mulheres que perdoaram seus maridos por isso). Contudo já vimos que pensar nos filhos em primeiro lugar (na situação da separação e viver em uma mentira) não fará que eles cresçam com menos ou mais problemas que as demais crianças. Para mim sempre existirá um 'clima esquisito' no ar.. a desconfiança características. Não adianta adiar o inevitável. Esta é a minha opinião. Eu fiquei com super ódio do Nick.. não achei certo o que ele fez com a Tessa e muito menos com a Valerie.. e até o Charlie para mim ele merecia sofrer e muito.. não tem essa de se enganar.... E se for para agir assim.. faça o serviço completo. Assumisse logo.. e fosse viver seu amor com Valerie..Se fez algo do tipo é que realmente existia uma situação faltando.. ou no relacionamento ou na sua cabeça...e além da minha revolta com os acontecimentos temos o final que da forma como ficou.. pareceu que ninguém ficou feliz. Então quero saber que tipo benefício trouxe isso tudo? O pior é que o causador da discórdia é que ficou 'mais confortável'..e ainda se livrando um pouco do peso na consciência. Ai ai  homens.. homens.. homens..
"(...) não se deve dar uma segunda chance a alguém que já te traiu. (...) Os covardes são uma segunda chances. Os tolos dão uma segunda. E eu não era nem covarde nem tola."
Eu resolvi me prender a esta questão.. mas lógico que o livro vai além... e como sempre a autora nos dá um pedacinho do que realmente é a vida real.E ela sempre consegue isso.... e minha revolta talvez seja justamente o óbvio... pois não vivemos em um conto de fadas e ela está longe de querer que acreditemos nisso.
Arte do livro / Capa e interior ★★★★
Tempo de leitura / Narrativa
Objetivo / Impacto 
Comece a corrida para ser o ganhador.. Leia as regras aqui. Comente no post abaixo e se quiser divulgue 1x a mensagem no Twitter, Facebook e/ou Buzz. Depois é só preencher o formulário abaixo.
Ainda dá tempo de concorrer a 7 livros! É o aniversário da @danifuller mas eu que ganho o presente. Participe também! http://bit.ly/niverdf

Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.