Livro: Mulheres solteiras não são de Marte!

Sinopse: Diana, Lili e Betina são amigas inseparáveis. E assim como todas as mulheres elas gostam de conversar, passear, fazer compras e namorar. Mas é claro que o universo feminino não é feito só de coisas boas. Como em um papo descontraído no bar Diana vai contando seus problemas cotidianos e seus apuros nos relacionamentos com homens de todos os tipos: canalhas, grudentos, super-heróis, traidores, fofinhos, príncipes, sapos e outros tantos babacas. Com certeza você irá se reconhecer em alguma (ou muitas) das histórias compartilhadas por essas amigas. Uma lição de vida e bom-humor que irá ajudá-la a superar, escapar e reconhecer o que cada homem tem para oferecer. Sem rodeios ou invenções. Baseado no blog Papo de Calcinha, este livro reúne uma coletânea dasmelhores histórias postadas no site, e algumas outras inéditas para você!
 Autora: Letícia Vidica || Skoob || Comprar
Imagina você ter um blog.. se dedicar totalmente a ele.. e depois ele virar um livro? Que perfeito que não seria?
"Devo ser doente! Por que será que só o errado me atrai? Acho que vou procurar um médico, um terapeuta, um psicólogo, um psquiatra... Não é possível, devo ter algum problema. Não, não tenho problema, pois descobri que não sou a única." 
Sinceramente este não é daqueles livros que eu tiraria da exibição da livraria e compraria....mas eu fiquei bem surpresa com ele..Adivinhem o motivo? Eu me diverti bastante! E pelo agradecimento da autora e no prefácio já foi me conquistando.. Apesar de uma mulher que for ler praticamente já imaginar como é cada caso e acontecimento da vida de Diana e das amigas, é ótimo você vivenciar aquilo através de outra pessoa também, né? Sempre esquecemos que não estamos sós no mundo no quesito de sofrer por homens, trabalho, corpo, família etc.. e o livro faz você reconhecer bem isso.. e o melhor é poder rir e tirar proveito das situações.
"Bem vinda ao MAPC (Mulheres Apaixonadas Por Canalhas). Somos livres, independentes, donas do nosso próprio nariz, dominamos o mundo, entramos cada vez mais no universo masculino. Livramo-nos de muitos preconceitos, dos sutiãs, da autoridade machista. Ganhamos o direito à pílula anticoncepcional, ao voto, ao trabalho... Mas ainda não conseguimos nos livrar dos canalhas, figurinhas típicas desde os tempos de Cabral (aliás, Cabral também devia ser um canalha)."
Separei tantas passagens que tem tudo a ver comigo e com todas as mulheres existentes.. mas percebi que nem em Marte eu devo me encaixar. Acredito que eu seja de algum lugar ainda mais distante. E mesmo que eu tenha me identificado pouco com a maior parte das situações não quer dizer que eu não tenha me deliciado com as histórias. 
"Demorei dois anos para encontrar o cara dos meus sonhos. Àquela altura, nem mais durante o sono ele aparecia. Santo Antônio, Santo Expedito, amarração para o amor, tarô, banho de perfumes, calcinha vermelha, perfume importado, sorriso nos lábios, papo cabeça... Nada mais adiantava, eu estava encalhada! Resolvi sossegar e desistir de achar alguém legal. Só que esse alguém legal apareceu, justo no dia em que eu decidi que não queria mais alguém legal na minha vida.
Eu jamais conseguiria ser amiga da Diana. Ela é doida!!!Eu também sou doida, mas ela é do outro tipo de doida, somos tão diferentes...e nunca me meti em tanta confusão assim (nem cheguei perto). E para mim a maioria das reclamações dela eram sem sentido...o que tornava tudo ainda mais engraçado. Ela possui amigas, todos os tipos e cores de homens caem aos pés dela (e nem sempre precisando de esforço..mais contando com o acaso que sei lá o que).. e sinceramente o que podemos fazer se ela que se cansa deles? Eu sou exigente viu... e por isso eu nem tento com o que já sei que não dará em nada... mas ela não.. arrisca e quebra a cara rs... ou então se entrega totalmente e reclama que o cara é tudo que ela deseja.. OMG como lidar com isso? E os caras ainda falam que eu sou complicada... hihiihih queria que eles saíssem com ela rs rs rs.
"- E aí, cadê o namorado?
- Eu não tenho namorado.
- Não?! Como não? Uma moça tão bonita...
Nem vou terminar este diálogo, porque simplesmente esse é o tipo de conversa que eu odeio! Particularmente, detesto. Odeio a conversa e ainda a resposta que preciso dar. Qual o problema de NÃO ter namorado?
Às vezes me sinto como se fosse de outro planeta. Marte, talvez! Porque eu acho que só as mulheres de Marte não têm namorado e têm o livre arbítrio de estarem solteiras por vontade própria."
Apesar de contar sempre com as 3 amigas, e alguns casos retornarem nos capítulos seguintes.. eu senti falta da história ser como um romance... seria ainda mais interessante termos eles com datas e uma ordem certinha para acompanharmos sua vida/crescimento ou não em seu relacionamento com os homens. É que foram tantos caras e tal que eu fiquei meio perdida.. o que mais gostei, sem dúvida, foi o que teve mais destaque o Pierre. E senti não ter mais sobre ele... e também o futuro da Diana e das amigas. Quando acabei o livro eu fui conferir o blog da autora (que eu não conhecia!) e vi que possui histórias fresquinhas ;).. assim nem dá para sentir muita saudade \o/.
"Nós, mulheres, fomos criadas e condicionadas a sermos passivas. A esperar por tudo. Esperar pela primeira boneca, esperar pela primeira menstruação, espera pelo primeiro beijo, pelo primeiro namorado, pela primeira transa, pelo primeiro chifre, pelo primeiro fora, pelo príncipe encantado... Enfim, a gente passa a vida toda esperando. Que ódio tenho da Eva! Se o problema fosse só esperar, tudo bem. Mas a gente espera, e sofre também. Tudo ao mesmo tempo."
Leiam para garantir uma ótima descontração e também para desabafar..... não é ótimo ter alguém para dividir suas frustrações com os homens (e a vida em geral??).
"(...) você depois de tantos relacionamentos, ainda não aprendeu que os homens não têm sexto sentido e, por isso, nunca enxergam que estão numa crise se a gente não disser?"
Arte do livro / Capa e interior
Tempo de leitura / Narrativa
Objetivo / Impacto 

Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.