[Divulga] Novidades da Editora Suma de Letras

Oi gente, a Suma de letras é a mais nova parceira aqui do blog, e hoje trago a vocês as ultimas novidades desta editora:

Sinopse :Morte, julgamento, céu e inferno. Estas são As últimas quatro coisas a que o personagem de Paul Hoffman se apega na continuação da trilogia A Mão Esquerda de Deus, publicada pela Suma de Letras.E volta ao Santuário dos Redentores, Cale é informado pelo General Bosco de que a destruição da humanidade é necessária. Seria a única maneira de corrigir o maior erro de Deus e de alcançar os objetivos de Bosco, dentre eles, transformar um simples garoto em um destruidor impiedoso. O papel de Cale é fundamental nesse processo: ele é a Mão Esquerda de Deus, o Anjo da Morte. O poder absoluto está ao seu alcance, e o impressionante aparato militar dos Lordes Redentores é sua maior arma, que ele manipula com destreza.Mas talvez nem mesmo os Redentores consigam controlar Cale por completo. O menino que é capaz de ir da bondade à violência mais brutal num piscar de olhos é certamente capaz de aniquilar os inimigos da fé como se espera dele – mas a alma deste jovem é muito mais estranha e imprevisível do que seus mentores podem esperar.Em As últimas quatro coisas, Paul Hoffman dá novas dimensões a seus personagens, proporcionando uma maior compreensão de suas ações, e lança a seguinte questão: quando chegar a hora de decidir o destino do mundo, de garantir a destruição da humanidade ou poupá-la, o que Thomas Cale fará? Irá expressar a vontade de Deus com a ponta de sua espada ou perdoará seus iguais – e a si mesmo?
 "As ultimas quatro coisas" é a continuação do livro" A mão esquerda de Deus" e tem lançamento previsto para Setembro.
Skoob


Sinopse :"Dedicado aos adolescentes, mas capaz de aterrorizar até mesmo um adulto e fazer ressurgir nele o garoto que foi um dia" - Vanity Fair
Depois de Escuridão, a personagem Alma continua em Sombra a saga para escapar de seu destino e das ordens do temido Leviatã.No segundo capítulo da trilogia da escritora italiana Elena P. Melodia, que terá seu desfecho com o livro Luz, a trama segue, envolta por mistérios, a todo vapor. Logo nas primeiras páginas, Alma recobra a consciência no piso de madeira de uma papelaria. Incrédula, com a cabeça doendo, a protagonista depara-se, a seu lado, com o corpo morto do velho dono da loja. Não há dúvidas: trata-se da nona vítima dos Master, criaturas saídas de um mundo maléfico que lançam sua sombra sobre a cidade.A jovem não tem outra saída a não ser fugir. Morgan, o enigmático rapaz de olhos cor de violeta, o único que parecia compreendê-la, não está ao seu lado e seu paradeiro é desconhecido. Sem ele, a protagonista sente-se perdida. E questiona-se sobre quando foi a última vez que se sentiu feliz e como é possível que, aos 17 anos, nunca tenha se sentido atraída por alguém antes de Morgan. As respostas estão relacionadas à sua própria identidade e natureza.Alma não decifra a fotografia de uma menina absolutamente idêntica a ela e se pergunta: seria apenas uma sósia ou algo mais sinistro? Os mistérios não se encerram por aí. Morgan, seu confidente desaparecido, ressurge. Ele marca um encontro com a amiga num esconderijo subterrâneo debaixo de um velho aqueduto. Teria algo a ver com os assassinatos que ocorrem na cidade? Ou com as vozes na cabeça de Alma?
O que a jovem não espera é que todos os mistérios ao redor, que a intrigam e amedrontam, são indícios de algo ainda mais surpreendente e que apontam para a própria origem de Alma e de seu amigo.
Skoob
Sombra é a continuação de Escuridão e tem lançamento para esse mês de agosto.
Sinopse :"Se nos acostumamos a comunicar mais coisas a mais pessoas ao mesmo tempo, por que querem nos convencer de que é impossível amar várias pessoas ao mesmo tempo? - perguntaram-se, certa madrugada, várias horas depois da meia-noite, enquanto esperavam o amanhecer numa janela..."- Três, de Melissa P.
Depois de 100 Escovadas Antes de Ir Para a Cama, ousado e bem-sucedido relato autobiográfico sobre a descoberta do sexo, a autora italiana Melissa Panarello retorna à polêmica em seu novo romance com a história do amor heterodoxo de Gunther, Larissa e George, para quem a busca da felicidade no amor e na cama não passa pelos caminhos óbvios. Três é a consagração de um triângulo amoroso. Ambientado entre Itália, na França e Argentina, a escritora apresenta uma novela erótica em que a experiência do prazer a três é retratado como um caminho possível para a realização, sem tabu, do desejo.
A autora, no entanto, tem consciência do conservadorismo dos países latinos - e, em especial, o da sociedade italiana - em relação a experiências erótico-sentimentais pouco convencionais. É precisamente por isso que suas histórias picantes têm um papel libertador que a tornam ainda mais amada entre seu público jovem - sem importar sua origem cultural.
Gunther, já com mais de 40 anos, é alcoólatra, tem sérios problemas familiares e vive de pequenos bicos. No entanto, sabe disfarçar a falta de perspectivas de sua vida atrás de uma boa aparência física e uma lábia excepcional, que lhe garantem uma série de relacionamentos e encontros fugazes. Em Roma, ele conhece Larissa e seu marido, Leo - e, embora se interesse pelos dois, é com Leo que se envolve a princípio.
Larissa é uma moça sensível, amante da astrologia e da poesia, de vida aparentemente mais centrada do que Gunther. Mas ganha menos do que gostaria, se droga mais do que deveria, não tem apoio da família - financeiro ou emocional - e o casamento já não satisfaz a ela ou ao marido. O divórcio é inevitável e a faz afundar ainda mais nos seus problemas.
Gunther, passando por Paris, conhece o fotógrafo George num ponto de ônibus. O que parecia mais um numa longa série de encontros acaba virando a relação mais estável de Gunther em muito tempo. O que não o impede de, no retorno a Roma, fazer do reencontro casual com Larissa o estopim de um novo caso. Não que isso seja um problema para George: ele vai a Roma, conhece Larissa e os três passam a viver juntos.
O cotidiano hedonista do trio só é abalado quando Larissa se descobre grávida. A dúvida sobre a identidade do pai, no entanto, é só mais um desafio para o relacionamento improvável em que a moça e os dois rapazes desenvolvem sem pretensão de questionar modelos afetivos. "Não queriam mudar o mundo, sabiam que aqueles que tentaram antes deles haviam fracassado. Queriam mudar-se a si mesmos", descreve Melissa.
Para quem curte um livro mais picante,em agosto chega as livrarias "Três" de Mellisa P.
Fellipe Fellipe: 14 anos, brasiliense e estudante, que gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar.Podem me seguir no meu twitter @felliphy.

Fellipe é colaborador do blog com resenhas de livros e filmes, além de trazer novidades das editoras. Possui 15 anos, brasiliense e estudante, gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar. Aproveite e siga seu twitter @felliphy. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.