Fellipe Leu: Morte e vida de Charlie St. Cloud

Sinopse:Um coração dividido entre dois mundos. Em uma pacata vila de pescadores da Nova Inglaterra, Charlie St. Cloud cuida dos gramados e monumentos de um antigo cemitério onde seu irmão mais jovem, Sam, está enterrado. Após sobreviver ao acidente de carro que tirou a vida de seu irmão, Charlie recebe um dom extraordinário: ele consegue enxergar, conversar e até mesmo brincar com o espírito de Sam. É neste mundo místico que entra Tess Carroll, uma cativante mulher treinando para navegar sozinha ao redor do mundo em um veleiro. O destino faz com que seu barco seja apanhado por uma violenta tempestade, trazendo-a assim para a vida de Charlie. Sua bela e incomum ligação os leva a uma corrida contra o tempo e a uma escolha entre a vida e a morte, entre o passado e o futuro, entre apegar-se ou deixar o passado para trás – e a descoberta que milagres podem acontecer se nós simplesmente abrirmos nossos corações.

Faz 13 anos que Sam morreu, mas Charlie não consegue se desfazer da promessa de que vai ficar com o seu irmão para sempre. Desde sua morte Charlie consegue vê-lo e até brincar com ele, todos os dias ao por do sol ele vai encontrar seu irmão e os dois jogam beisebol.

Tudo estava tranquilo até que Tess Carroll entra em sua vida, era um dia como qualquer outro no cemitério, Charlie estava espantando os gansos quando Tess veio reclamar pelo barulho que ele estava fazendo, e ai ela entra na sua vida.

Charlie é um simples zelador do cemitério que não consegue seguir sua vida longe daquele lugar. Tess é uma jovem que sonha em velejar pelo mundo ,sozinha em seu veleiro. Duas personalidades totalmente diferentes.

O livro traz um assunto bem questionável, o que acontece após a morte? Charlie pode ver Sam e ainda brincar com ele, e ainda por cima eles mantêm a promessa de que não irão se separar nunca.

Eu gostei do questionamento do autor quanto a essa "vida" após a morte, ele foi feliz com sua criatividade, preciso dizer que a narrativa e cativante e rápida, li o livro em menos de um final de semana, poderia até ter sido em menos tempo. Uma coisa interessante na narrativa é que quem narra o livro é Florio Ferrente o bombeiro que salvou a vida de Charlie.

O livro tem suas partes emocionantes, a mensagem de lidar com a perda é uma delas. Recomendo o livro para todos!
Arte do livro / Capa e interior ★★★
Tempo de leitura / Narrativa ★★★
Objetivo / Impacto  ★★★

Fellipe Fellipe: 14 anos, brasiliense e estudante, que gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar.Podem me seguir no meu twitter @felliphy.

Fellipe é colaborador do blog com resenhas de livros e filmes, além de trazer novidades das editoras. Possui 15 anos, brasiliense e estudante, gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar. Aproveite e siga seu twitter @felliphy. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.