Livro: O Diário de Tati

Sinopse: A vida de Tati é um festival de perguntas sem respostas: Por que sou obrigada a fazer tudo que não gosto? Por que tenho que acordar com despertador? Por que não posso comer tudo o quero sem ficar enorme de gorda? Por que tenho que ter espinhas? Por que tenho que passar pela adolescência? Para agüentar tanta pressão, só mesmo contando tudo para alguém confiável que não vá depois detonar você com a galera.
Para resolver esse problema a Tati descobriu o Di. Um superamigo caladão, fiel, em quem ela pode confiar sem medo de que seus segredos sejam revelados. O Di é o diário secretíssimo da Tati onde ela conta tudo. Da sua paixão pelo Zeca até o mico do acampamento com a turma da escola. Como ela mesmo diz: ´Cara, fala sério. Tem horas que minha cabeça seqüela. É pai sem dinheiro. Mãe com dor-de-cotovelo. E o gatinho do Zeca que não me dá a mínima. Tipo assim, a vida é feita de muitos obstáculos. Por isso, inventei o Di.´
No livro leitor poderá curtir, numa boa, as confidências desta adolescente rebelde e totalmente pirada. Mas fala sério, tem coisa aqui que você não vai poder contar nem pra sua mãe, tudo bem?

Di é o diário de Tati, nele ela escreve tudo que acontece, todas suas loucas de adolescente, desde suas notas baixas na escola até sua quedinha por Zeca, nele são confidenciados tudo que ela não diria para ninguém, afinal diários não falam.

O livro é literalmente o diário de Tati, não só no titulo, é onde ela escreve todas suas confidencias e é por meio dele que ficamos sabendo do que aconteceu com ela no seu dia-a- dia, uma forma interessante de se ler. A narrativa é leve e flui rápida, até porque o livro é pequeno.

O assunto do livro é sobre adolescente o que abre espaços para muitas situações engraçadas, embaraçosas e etc. Mas a autora não soube fazer uso total do espaço que ela criou. O livro poderia ser bem mais engraçado e com um desfecho bem mais interessante. Não basta ter uma boa idéia, é preciso saber colocá-las no papel, mas dessa vez a autora não foi feliz nesse meio.

É claro que devemos levar em conta que esse não é o meu tipo de leitura, li porque ganhei, mas meninas pré-adolescentes poderiam muito bem gostar da estória, já que a autora retrata algumas coisas da adolescência.

Arte do livro / Capa e interior ★★★
Tempo de leitura / Narrativa ★★★
Objetivo / Impacto  ★★★

Fellipe Fellipe: 14 anos, brasiliense e estudante, que gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar.Podem me seguir no meu twitter @felliphy.
FORMULÁRIO TOP QUERIDOS OUTUBRO


Fellipe é colaborador do blog com resenhas de livros e filmes, além de trazer novidades das editoras. Possui 15 anos, brasiliense e estudante, gosta de música, assistir séries, filmes, ler, e tuítar. Aproveite e siga seu twitter @felliphy. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.