Livro: Sombra

Sinopse: Depois de Escuridão, a personagem Alma continua em Sombra a saga para escapar de seu destino e das ordens do temido Leviatã. No segundo capítulo da trilogia da escritora italiana Elena P. Melodia, que terá seu desfecho com o livro Luz, a trama segue, envolta por mistérios, a todo vapor. Logo nas primeiras páginas, Alma recobra a consciência no piso de madeira de uma papelaria. Incrédula, com a cabeça doendo, a protagonista depara-se, a seu lado, com o corpo morto do velho dono da loja. Não há dúvidas: trata-se da nona vítima dos Master, criaturas saídas de um mundo maléfico que lançam sua sombra sobre a cidade. A jovem não tem outra saída a não ser fugir. Morgan, o enigmático rapaz de olhos cor de violeta, o único que parecia compreendê-la, não está ao seu lado e seu paradeiro é desconhecido. Sem ele, a protagonista sente-se perdida. E questiona-se sobre quando foi a última vez que se sentiu feliz e como é possível que, aos 17 anos, nunca tenha se sentido atraída por alguém antes de Morgan. As respostas estão relacionadas à sua própria identidade e natureza.
 
Da minha ansiedade em ler Escuridão e confirmar que o livro era tão bom quanto eu pudesse esperar e assim partir para Sombra e sentir o começo meio duvidoso e até parado.. mas depois tomar um rumo bem inesperado. Não lembro de ter lido alguma história parecida com essa. Adoro ser surpreendida por tramas originais, Sombra faz isso e muito bem.

A única queixa é pela necessidade da autora em afastar Morgan da história por quase 200 páginas... mesmo com a explicação apresentada eu realmente fiquei sem entender e sem aceitar. Sejamos francas que nem todas as 'mocinhas' de histórias conseguem levar bem sozinhas todo um livro, e não seria diferente com Alma. Felizmente antes e depois disso temos muita movimentação, teorias e acontecimentos sombrios para despertar nossa curiosidade e imaginação.

De um início incerto, momentos de pura tensão, mistérios sem fim, nada fazia eu me sentir segura. A qualquer momento eu esperava algo de ruim para acontecer. E pensar que minha idéia inicial do livro era de mais um juvenil que envolvesse ficção/fantasia, hoje vermo deu ma forma completamente diferente. Apesar das situações irritantes como a falta de respostas (e a falta de insistência de Alma para descobrí-las) e também a intromissão de certas pessoas de forma inconveniente (normal acho ah ahahah), tudo que vamos lendo fica cada vez mais incrível e o final só fez querer mais. Não consigo formular nenhuma teoria de como irá terminar. Sendo um livro que definitivamente não abusa de momentos felizes, será muita ingenuidade achar que o final assim o seja. Mal posso esperar em ler Luz.
Arte do livro / Capa e interior
Tempo de leitura / Narrativa
Objetivo / Impacto 


FORMULÁRIO TOP QUERIDOS OUTUBRO


Dani Fuller é administradora do blog e está sempre buscando algum diferencial para seus leitores. Sempre que possível ela posta resenhas de livros, dá dicas de séries, inventa promoções etc. Possui 28 anos, carioca, viciada em seriados, livros, filmes e compras. Adora voley e internet. Acompanhe seu blog pessoal e siga seu twitter @DaniFuller2. Leia também todos os seus posts já publicados.

0 Curiosos:

Obrigada por visitar o blog DaniFuller.com e seria ótimo que pudesse também deixar um comentário. O que acha?
Evite:
* Comentários anônimos
* Comentários ofensivos
* Comentários com propagandas de blogs e afins.

Não insista, pois todos serão excluídos. Existe uma opção de contato e parceria especialmente para isso.
Todos os questionamentos serão respondidos diretamente ai na parte de comentários, quem quiser pode deixar seu twitter acrescido do @ que envio o resumo da resposta direto por lá.